quarta-feira, 8 de agosto de 2018

MUNICÍPIOS SUL- MATOGROSSENSES"


Aquidauana, cidade princesa (Poesia)


                      Edson Nogueira Paim



Justamente à orla de garboso rio
A cidade nobre que tanto amor desperta
Esta celebridade que trilha encoberta
Enquanto vai adornada por um manto azul
É a nossa bela e querida Aquidauana
Reclinada em um lindo coxim verdejante
Capaz de seduzir de pronto o itinerante
É ela a Sua Alteza Princesa do Sul


Este piscoso rio que com formosa urbe
Já compartilha até mesmo seu próprio nome
Porque não adotar um similar antenome
Tornando-se Príncipe Rio Aquidauana?
Que a rasgando as mais densas e frondosas matas
Arrastasse tal como uma ágil serpente
Vezes célere ou tantas outras lentamente
Semelhante a uma verde e espantadiça iguana

Município e o Rio, nobre casal de irmãos
Detentores de flora e fauna exuberantes
Incluem-se entre as espécies mais importantes
Aroeira, ipê, tuiuiú, arrara azul
Beija-flor, onça pintada, pacu e dourado
Equivalentes a uma parte da riqueza
Do rei genitor do príncipe e da princesa
Sua Majestade Mato Grosso do Sul


O Rio Príncipe se transborda de glória
Brindando com suas águas revigorantes
Os tão valentes da Laguna retirantes
E se adentra através da história brasileira
Ofertando guarida em seu Porto Canuto
Àqueles exauridos, mas bravos soldos
Ainda que vindo pelo inimigo acossados
Trazem salvos nossos canhões, nossa bandeira


O Pantanal está um tanto degradado
A Mata Atlântica assim também os cerrados
Estão entre os biomas bastante ameaçados
Demandantes de necessária proteção
Quer seja no município como no estado
Entretanto na persistência do contrário
Nossa rica fauna e o seu próprio relicário,
Ambos estarão fadados à extinção



A nossa mui adorável Princesa do Sul
Uma rutilante cidade natureza
E dotada de uma incomparável beleza
Participe do renomado pantanal
Festejado em âmbito do planeta inteiro
Invejável alagadiço gigantesco
O qual já foi considerado pela Unesco
Como um Patrimônio de nível mundial



Justamente à orla de garboso rio
A cidade nobre que tanto amor desperta
Esta celebridade que trilha encoberta
Enquanto vai adornada por um manto azul
É a nossa bela e querida Aquidauana
Reclinada em um lindo coxim verdejante
Capaz de seduzir de pronto o itinerante
É ela a Sua Alteza Princesa do Sul